Atendimento: Seg - Sex: 7h - 21h
Vl Mariana: 11 97154.0466 | Vl Madalena: 11 99737.2548 | Chácara Sto Antônio: 11 97497.0961

NOTÍCIAS

Boa forma, vida saudável, curiosidades, esportes, atletas e muito mais!

Gelo ou calor?

O frio ajuda no tratamento de inflamações, o calor é indicado para relaxamento muscular. O uso errado de ambos pode agravar lesões.

Com certeza você já ficou com dúvida se deveria utilizar uma bolsa de gelo ou uma bolsa quente. No texto de hoje, vamos discutir um pouco sobre esse assunto e apontar o que é melhor para cada situação!

O uso de gelo e bolsa de água quente é comum entre praticantes de atividade física, pois esses são recursos de utilização simples e acessíveis. Porém eles causam resultados diferentes no corpo e é muito importante saber em qual ocasião utilizar cada um.
Por mais que pareçam inofensivos, sua utilização incorreta pode agravar o caso.
O gelo provoca uma vasoconstrição, diminuindo inchaço (edema), o metabolismo local e o impulso nervoso (que coordena a contração muscular e a sensibilidade), levando à diminuição da dor.
Já o calor promove a vasodilatação, o que melhora a nutrição e elasticidade dos tecidos (tendões e músculos), diminui a rigidez articular, relaxa a musculatura e igualmente reduz a dor.

gelo-calor-kinex

USO DO GELO:

O Gelo deve ser utilizado quando há inflamação,ocorre logo após a lesão, é chamada de aguda e dura até 72 horas. Os sinais que indicam inflamação são dor, inchaço, vermelhidão, aumento da temperatura do local e diminuição da função (como amplitude de movimento ou força). O gelo nessa situação ajuda a reduzir o inchaço e a dor, além de limitar a extensão da lesão.
Em casos de lesões agudas, como entorses de tornozelo, quanto mais rápido o uso do gelo melhor.
Uma proteção deve ser utilizada entre o gelo e a pele, como um pano ou plástico, e o tempo da aplicação deve ser de vinte minutos. É necessário um período de no mínimo duas horas entre uma aplicação e outra, mas se você não tem recomendação médica faça uso do gelo no máximo duas vezes ao dia.

Como fazer a Aplicação do Gelo? 

1. Deve ser feito em repouso, de preferência deitado;
2. Sempre que possível aplique o gelo em torno de toda articulação, fazendo uma pequena compressão – é importante para diminuir o edema;
3. Quando a lesão for aguda, pode-se aplicar imediatamente após o trauma por um período de até 20 minutos, e repetir esse processo as vezes necessárias. Entre uma aplicação e outra deve-se respeitar um intervalo de, no mínimo, 2 horas;
4. Em lesões crónicas, compressas de 15 minutos, 3 vezes ao dia, ou após a atividade física;
5. Não coloque o gelo diretamente sobre a pele, deve utilizar uma proteção (um pano por exemplo), mesmo no caso de bolsas de gel;
6. O spray de gelo deve ser utilizado a uma distância de 20 cm, aplicando três jatos seguidos ou de acordo com as instruções do fabricante;
7. Após atividade física, pode mergulhar as pernas num tanque com água gelada (durante 6 minutos no máximo);
8. Não deve fazer a compressa antes de dormir, pois pode adormecer com o gelo – a queimadura é grave.

Precauções:

O cotovelo e região lateral do joelho (próximo à cabeça da fíbula) devem ser locais evitados por alojarem nervos superficiais.
Nas extremidades do corpo (dedos das mãos e dos pés) o tempo de aplicação deve ser menor e a precaução redobrada.
NÃO aplique gelo nos casos em que haja fratura exposta, infecções ou perda de sensibilidade no local.

 

USO DO CALOR/bolsa de água quente:

O calor superficial gerado por uma bolsa de água quente ajuda no relaxamento
muscular, sendo assim deve ser utilizado em casos de tensões musculares esporádicas. Se você tem alguma tensão muscular crônica, isto é, você sempre sente algum músculo tenso, o calor vai aliviar a contração muscular excessiva apenas temporariamente. O real motivo dessa tensão deve ser diagnosticado e tratado por um profissional.

Precauções:

Nunca use bolsa de água quente logo após uma lesão ou se o local apresenta alguns dos sinais inflamatórios citados acima. O calor irá piorar o quadro.
A temperatura deve ser alta porém suportável, sem causar queimadura, e o tempo de utilização é até não estar mais quente.

Ainda há muitas discussões e controvérsias sobre o uso do gelo ou calor, mas um consenso é geral: na fase aguda da inflamação apenas o gelo é indicado. Nesta fase os vasos sanguíneos ainda estão lesados, perdendo muito líquido no local, daí o inchaço (edema), sendo que o calor só faz piorar este processo. Já o gelo diminui o extravasamento deste líquido, promove a recuperação dos vasos sanguíneos, reduz danos celulares e a dor. Portanto, é a melhor técnica para ser utilizada imediatamente nas contusões desportivas.

Para não errar no uso do gelo ou do calor, e agravar a lesão, procure um especialista Kinex, ele garantirá que o tratamento seja correto para o seu quadro.

Texto Adaptado: Raquel Castanharo e Eveline Zaidan.

Deixe um comentário